• LinkedIn
  • Assine nossos Feeds

Veja como ajudar seu filho a controlar a alimentação

maio 20, 2014   //   by admin   //   Dicas  //  No Comments

le-nutritiff-filho-come-demais

Alguns pais reclamam que o filho não se alimenta, enquanto outros se queixam que ele exagera. O fato é que comer em demasia não é bom e isso pode estar ligado a fatores fisiológicos (próprios da idade), alimentares (como a falta de horário fixo) e psicológicos (como ansiedade). Por isso, é preciso atenção e informação para saber equilibrar a alimentação de seu filho.

Tudo começa na idade pré-escolar, que vai até os seis anos. Trata-se de uma fase de transição que se caracteriza, entre outros, por um comportamento alimentar imprevisível e variável, ou seja, a criança pode comer mais em alguns períodos e pouco em outros.

Se o seu filho está nessa fase ou já passou dela, vale investir na reeducação alimentar para que ele adquira bons hábitos. “O primeiro passo é observar como ele se comporta: o que come em excesso e em quais refeições”, comenta o pediatra Victor Nudelman, do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, que, a seguir, dá dicas para ajudar a criança a comer menos e melhor.

Não pule o café da manhã
Se a criança não toma o café da manhã, há mais chance de ficar com fome em outras refeições ou ingerir guloseimas. Isso traz prejuízos, não só alimentares, mas para o desenvolvimento e até mesmo o aprendizado.

Estabeleça horários para comer
Se você percebe que a criança não come nada à tarde e muito no jantar, precisa mudar esse hábito. “Fracione as refeições em cinco ou seis, incluindo a ceia, e com horários específicos para a alimentação, num intervalo de duas a três horas”, alerta o pediatra.

Inclua fibras nas preparações
Frutas, verduras, legumes e alimentos integrais são fontes de fibras e boas ao organismo. “As fibras aumentam a sensação de saciedade e fazem com que a criança passe a ter menos fome”, argumenta Victor.

Controle a ingestão de líquidos
A criança pode até ingerir um copo de água durante as refeições, mas o líquido e, principalmente o refrigerante, distendem o estômago, podendo dar o sensação de saciedade precocemente. Ofereça água ao longo do dia, assim na hora de comer ela não sentirá sede.

Não peça para “limpar o prato”
Todos nós nascemos com um mecanismo interno de sensação de saciedade. Mas ele passa a não funcionar direito quando os pais pedem para a criança “limpar o prato” e ela acabando comendo mais do que deveria.

Observe o comportamento de seu filho
A criança ou a família pode estar passando por algum problema e buscar na comida uma espécie de válvula de escape. “Existem crianças que comem muito e isso é por conta da ansiedade desencadeada por algo que não vai bem. Mas só um especialista, como um psicólogo, para avaliar o caso e orientar como a família deve proceder”, sentencia o médico.

Leave a comment